Acesso do Aluno Início

Notícias

Acadêmicos de História visitam a região do Contestado, em Três Barras

Acadêmicos de História visitam a região do Contestado, em Três Barras
08/05/2013

Os alunos de licenciatura de História da Aupex/Uniasselvi (turma HID0176)  visitaram no último sábado (4/5) os lugares que foram palco da Guerra do Contestado (1912-16), em Três Barras, no planalto catarinense. Acompanhados da professora do curso Karyne Johann, os acadêmicos não só conheceram os pontos turísticos da região do Contestado do município, como também foram recepcionados pela Diretoria de Turismo municipal e pelos militares do Exército que são os responsáveis pelas casas centenárias.
A Guerra do Contestado ocorreu na região sul e envolveu o estado do Paraná e de Santa Catarina. Cerca de 20 mil camponeses enfrentaram forças militares dos poderes federal e estadual num conflito armado. Com a construção de uma estrada de ferro que passaria desde São Paulo até o Rio Grande do Sul, milhares de famílias de camponeses perderam suas terras e ficaram sem terras para trabalhar.
A estrada era construída pela empresa norte-americana Lumber e tinha o apoio dos coronéis (grandes proprietários rurais) da região e do governo. Além disso, uma outra grande área também foi comprada por pessoas da construtora para o estabelecimento de uma grande empresa madeireira, voltada para a exportação. Novamente, houve mais expulsões de camponeses das terras e a insatisfação do povo da região.
A guerra iniciou quando muitos trabalhadores trazidos de diversas partes do Brasil ficaram desempregados ao finalizar a estrada de ferro. Destacou-se durante o conflito, a figura do monge José Maria, líder dos camponeses ao seu lado sem terras. Policiais e soldados do exército foram enviados para o local, com o objetivo de desarticular o movimento, considerados inimigos da República. A guerra terminou com a vitória das forças oficiais, com apoio dos coronéis, que combatiam os movimentos com repressão e força militar.
Uma das surpresas da saída de campo, segundo Karyne, foi a encenação de um artista representando o monge José Maria que descreveu mais um pouco da história do Contestado para os visitantes. “Conhecemos também o Museu Municipal, localizado na antiga estação ferroviária de Três Barras, o Campo de Instrução Marechal Hermes do Exército, onde se encontram as ruínas da antiga empresa norte-americana Lumber e a  Gruta Santa Emídia, local onde viveu a benzedeira que ali recebia seus devotos, e por onde teria passado o monge profeta João Maria”, descreveu a professora, exaltando a importância da região do Contestado para a região sulista.

Comentários

Deixe seu Comentário


Voltar